Nômades

Naquele pique cigano nós vamos

Escalando muralhas de corações vadios.

Não sei não.

Não via sentido nessa proposição.

Andarilhos do destino,

Transitando e habitando terrenos baldios.

Falamos nossos dialetos, venha e dance comigo.

Degredados e deportados sentimentos

Migrando sob a diáspora de amores vazios.

Imagem: https://www.amambainoticias.com.br/brasil/ciganos-querem-que-municipios-definam-locais-proprios-para-acampamento-de-comunidades

Vai saber…

Não sei, só queria que fosse menos evidente a minha vontade de morrer.
Quem sabe de repente eu poderia aproveitar a vida e fazer algo que preste do meu tempo, mas eu quero morrer 
Dar um tiro na cabeça e morrer
Ser esfaqueada na rua e morrer
Pular de um penhasco e morrer
Derreter, virar lama
Ou queimar até pó virar
Tomar um remédio bem forte e adormecer pra sempre.
Desaparecer do estado de eu
Sangrar até não sentir mais doer.

Talvez isso seja real mas talvez não, vai saber...
Permita-me desfrutar licença poética para escrever
Quem sabe ela ajude a passar
Imagem: https://glamurama.uol.com.br/lindsay-lohan-posa-para-terry-richardson-em-imagens-polemicas/

Ela não me ama

Ela disse que queria um tempo pra pensar.
Que não queria mais me ver.
Que depois de alguns meses poderíamos resolver
Nossa história de amor.
É óbvio que fiquei
Algumas noites sem dormir.
Alguns dias sem comer.
Mas o pior foi quando 
Ela não mais atendeu as ligações.
Pensei que iríamos conversar antes de terminar.
Pensei que poderia beijá-la um pouco mais.
Abraçá-la para conseguir captar o meu amor.
Porém, ela não me ama mais. 
Imagem: https://eu-sem-poesia.tumblr.com/post/57800545479/bem-me-quer-mal-me-quer-repetia-para-a-flor-como

Estrelas capturadas

'As estrelas amassadas que no meu colo estão'
Saí de madrugada na intenção de subir as escadas do céu.
Sentei-me na beira do lago porém e pesquei seus reflexos nas águas.
Dentro de uma cesta as confortei e levei para o meu quarto.
Não sei se sentiram-se sozinhas, privadas da imensidão do céu azul para estarem aqui comigo.
Me senti egoísta por desejar e querer o seu brilho todo para mim.
Me senti egoísta porém já passou.
Pendurei-as no meu teto desde então, brilhos ocultos particulares.
Até um dia quando serão 'talvez' devolvidas à liberdade celeste.

Amores totalitários

Escolhi um rebelde para guia num tour noturno.
Caiu a madrugada fria, já sabe. 
Um bom cobertor para se esquentar sem fazer alarde.
É certo de que vai te fazer suar.
Sabe como é, se amarrar num libertário.
Ele te diz: Não tenha pressa, somos revolucionários!
Aí eu digo então: Que bom!
Mas eu só gosto de amores totalitários!