“O tempo não dá pra mim
Não consigo o controlar
E ele não me põe ordem.”

Não quero mais estar aqui
Dentro de mim, morri.

Não há paz no meu coração
Da minha tristeza
Só prisão.

Eu detesto existir
Mas ainda encontro motivos
Que me fazem sorrir.

Por que a vida é tão desigual assim
Se diante da liberdade
Ela deseja explodir

Por que celebra a paz e o amor
Se diante da lei da (sua) verdade
Só sobrou dor.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s