Quando o para sempre

Eu errei sim
Errei em te cobrar
Errei em te procurar
Errei em me lamentar
Eu errei
Errei e digo-te adeus
Errei e digo: –Era tua
Errei em te querer pra mim
E de querer assim dizer
–És meu!
Errei e meu ciúme louco
Minha paixão doente
Veneno mortal em minha alma
Enlouquecendo-me na
desesperança e no medo
de te perder
de você outra querer
do seu telefone trocar
Sorrir para outro alguém
Sem ser eu
Sem eu estar
frustração
foi só o que passou
decepção
E dor
Aquela dor do nunca mais
enfim chegou
e eu não posso mais
fazer nada pra mudar
O amor acabou
Das cobranças que fizeran
Nada eram
Nada somos nós agora
Ele desiste e
eu não existo
Rabisco meus pensamentos
até onde vou aguentar
Alucinada tristeza
Não quero mais ver
Não mais obter o seu amor
seus beijos que ficaram
para nunca mais.
A chama que se apagou
Naufrágio de mim
Abdução e incertezas
Angústias e solidão
Quando o para sempre
Vira nunca mais.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s