Passo

Sobre as dimensões do meu ser.
Em imensidão.
Passo para enaltecer.
Passo para a exaustão.
Advertisements

Selvagem

A escrita é a fala selvagem da mente.
Tentando decifrar quem se é.
Ou tentar revelar sua alma.

Ida e volta

Fui ao fundo do poço
Voltei.
Várias vezes.
Ida e volta.
Passagem sem fim.
Ao túneo.
Abismo.
Desestrutura
Métodos de dominação.
Subsequentes
Exaustão.
Desesperança
Aconchego.
Alarde.
Acorde.
Acordes.
Música.
Sonoridade
Som.
Palavras.
Chuva.
Vento.
Memória
Aurora da Matina
Matinal
Maternal.
Ida e volta.
Fundo e raso
Rozoável.
Desespero
Desesperança.
Prefixo des
Sufixo das
Horas que passam lá embaixo
Da água sem respirar
Nem pensar
A pensar
Durante a explosão
Nas ondas de marte
Ordem do pensamento
Razão da desilusão
Desigualdade.
Desesperadas
Acordadas
Menosprezadas
Estruturadas cadeias
de formação.
Deformação
do ser em paixão
de viver
Sendo livre
pra saber
Esperar a paciência
chegar e viver.
Em solidão…

Eu sou um ser feito
em tiroteio pelo espaço.
O vento me levou e não
sei onde fui parar…
Qual era a hora desde então?
Obsoleto horário de verão.

“O tempo é rei.”

Eu não vou mais achar isso legal.

Não vou mais rir e esquecer.

Não vou mais calar.

Não vou mais entender.

Não vou mais superar.

 

“O tempo é rei.”

  • Olhos nos olhos, quando não são, não dá.”