Lá vai ela

Lá vai ela
Com suas roupas, papéis e esquemas
a fazer
suas nóias
seus sabores
Os seus gostos e desgostos.
Lá vai ela
Transita e
levanta
seu acampamento
de um lado para o outro
Lá vai ela.
Monta e desmonta
Espalha e junta
Junta e espalha
Separa por áreas
Tem que unir
Precisa dividir
Precisa absorver
e manter
e cuspir.
Lá vai ela.
Com seus cadernos, suas folhas
os seus riscos, seus rabiscos
malditos/ benditos
Lá vem ela.
Chega pra ficar
E já já vai embora
Nunca vai voltar
E aparece no segundo seguinte
Diz que vai ficar
E some para sempre.
Até amanhã, afinal.
Lá vai ela.
Anda em disparada pela rua
Não dorme e não acorda
Não sonha tem pesadelos
Finge-se de viva e já morreu.
Nos escombros de seus pertences atormenta-se
Não quer mais nada. Quer tudo. Quer o mundo.
Lá vai ela.
Suas coisas a consomem.
E ela consome o mundo e some.

 

SAM_0014

*

Pense 1, 2, 3 vezes antes
de bater palma
para um político.

*

Você acha o quê
Sendo presidente do
seu partido?
Qual parte de você
se satisfaz?
Controle da parcela
da sugestão
Político partidária
Repartindo o
sentido da
Razão irracional
Reproduzindo a ilógica
histórica

Eu preciso estar sempre com a caneta na mão direita
E o papel na mão esquerda
Os dois juntos em união
Para dizer quem eu sou.
*

E se aquele computador desliga
Dez vezes por dia
Dez vezes me irrita

E quando quero entrar na internet
E aquela bolinha fica
Girando girando
Eu me irrito ainda mais
Quando a internet cai.